Projeto Pé na Areia realizou visita ao Museu Oceanográfico da FURG

  • 18/01/2024
  • 0 Comentário(s)

Projeto Pé na Areia realizou visita ao Museu Oceanográfico da FURG

Cerca de 20 crianças integrantes da edição 2024 do “Projeto Pé na Areia” realizaram na terça-feira (16) uma visita ao Museu Oceanográfico Prof. Eliézer de Carvalho Rios. A atividade integra o cronograma de atividades do Projeto, que pela primeira vez levou uma turma dos educadores ambientais mirins para uma visita ao espaço da Universidade Federal do Rio Grande (FURG).

Dentro do museu, a primeira parada foi para uma aula do Centro de Recuperação de Animais Marinhos da FURG sobre a fauna marinha do Rio Grande do Sul, preparada especialmente para a ocasião. Durante a exposição, o voluntariado do Centro apresentou, por meio de fotografias e esqueletos, os principais animais marinhos encontrados na região sul do país, como os pinípedes (grupos de lobos, leões-marinhos e focas), aves costeiras e espécies de tartarugas marinhas.

Curiosos, os pequenos aproveitaram a oportunidade para fazer perguntas à equipe de voluntários sobre a alimentação e anatomia dos animais. Além de responder às dúvidas, a equipe também falou sobre como o descarte incorreto de lixo que acaba indo parar no oceano acaba sendo confundido com alimento por esses animais, que em ingerindo-os sofrem graves danos, inclusive a morte.

Após intervalo para o lanche, o grupo participou de uma visita guiada às dependências do Museu onde estão localizadas a exposição pública sobre a vida e a dinâmica dos oceanos, apresentada através de painéis, maquetes, aquários, além de diversos equipamentos utilizados em pesquisas oceanográficas. O Museu guarda a coleção de moluscos considerada a mais importante da América Latina.

25 ª edição do Projeto

O Pé na Areia é realizado pela Secretaria de Município de Meio Ambiente (SMMA) desde 1999. Esta é a 25ª edição do Projeto, cujas atividades tiveram início na data de 3 de janeiro e se estendem até o dia 9 de fevereiro.

Até aqui, as turmas do projeto que totalizam mais de 100 crianças, com idade entre 7 e 10 anos, já participaram de atividades de integração, atividades sobre o impacto ambiental na preservação dos mares e saída de campo até o Molhes da Barra. Após a visita ao Museu, a próxima atividade do cronograma é uma saída de campo até a Ilha dos Marinheiros, a seguir uma visita ao Parque Urbano do Bolaxa, e na sequência oficinas de confecção de casco de tartaruga com a utilização de materiais recicláveis.

A coordenadora do Projeto, Maria Auxiliadora, explica que nesta edição o trabalho está sendo realizado com 4 turmas, nos turnos das manhãs e tardes das terças e quartas-feiras. “Na parte da manhã o projeto atende as crianças do CRAS. Nós estamos com o CRAS da Zona Portuária, o CRAS da Cidade de Águeda, além de crianças das Casa de Passagem Reintegração e Laço de Amor. Já no turno da tarde as turmas são formadas por crianças da comunidade em geral, com grupos formados conforme a idade”, conta Auxiliadora.

Nesse sentido, o assessor do Gabinete do Executivo, Pedro Mattos, que acompanhou a visita dos educadores mirins ao Museu ressalta a importância da participação do público infantil atendido pelo CRAS dentro no Projeto Pé na Areia, uma vez que se oportuniza que crianças em situação de vulnerabilidade social conheçam importantes localidades de Rio Grande, bem como a história desses locais, que estão distantes dos seus bairros.

O Projeto possui apoio do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (COMDEMA), por meio do Fundo Municipal de Meio Ambiente.

Texto e Fotos: Assessoria de Comunicação/Prefeitura Municipal do Rio Grande

Fonte: Site da Prefeitura Municipal do Rio Grande.


#Compartilhe

0 Comentários


Deixe seu comentário








Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Peça Sua Música

Anunciantes